Dicas para mandar bem em editais de podcast

Algumas pessoas têm nos pedido dicas de como escrever projetos para editais de treinamento e/ou financiamento de podcasts. Compartilhamos neste post algumas coisas que aprendemos com a seleção no Camp Serrapilheira e no Google Podcasts creator program.

  • Leia muito bem o edital e responda o que foi perguntado. Elabore respostas concisas e descomplicadas e depois tempere-as com pitadas de charme. Alguns verbos são mais charmosos que outros, algumas construções de frases são mais gostosas que outras. Tem que ser fácil de entender e agradável de ler.
  • Destaque a originalidade da sua proposta. Existem milhares de podcasts por aí, sobre tudo o que podemos imaginar. Você precisa dizer o que o seu projeto tem de diferente dos outros (um formato inovador, uma abordagem inusitada, um público-alvo que ainda não está sendo atendido). Lembre-se que, para descobrir a originalidade do seu podcast, você primeiro precisa ter estudado o cenário geral e ter adquirido repertório. Assim você corre menos risco de criar algo muito parecido com o que já existe.
  • Fuja dos clichês e das frases genéricas. Imagine que o revisor está cansado, já leu e escutou muitas propostas. Seja o frescor para os olhos e ouvidos dessa pessoa. Em vez de escrever que o seu podcast traz “um bate-papo sobre diferentes assuntos”, diga quais assuntos são esses. Em vez de falar que você vai fazer um programa “leve e descontraído”, dê exemplos concretos que mostrem qual vai ser o tom das narrativas.
  • Seu pitch é um anzol que deve fisgar a atenção do avaliador e deixá-lo empolgado. Se o formulário de inscrição pedir um pitch curto (elevator pitch) sobre o seu podcast, esse pequeno espaço deve ser preenchido com uma espécie de slogan. São aquelas duas frases capazes de deixar a pessoa com vontade de dar play no podcast e saber mais sobre o projeto. E não se preocupe, você vai ter outros campos da inscrição para explicar melhor o formato, a duração, as técnicas e os processos envolvidos na produção.

Nosso elevator pitch para a inscrição do Google Podcasts creator program foi:

Sarah e Bia viajam com o gravador na mão para buscar histórias que mudam o jeito como olhamos para as paisagens e os acontecimentos do Brasil.

No fim do post tem alguns exemplos de pitch que achamos legais.

  • Assim como o pitch, a amostra de áudio (sample) deve ser capaz de fisgar a atenção do avaliador. Escolha um pedaço de episódio que mostre o máximo possível de qualidades do seu podcast. Pode ser um trecho de roteiro intrigante, uma cena de campo bonita, aquela fala perfeita de um entrevistado. Mesmo que não seja perfeito em termos de edição de som, esse pedaço de áudio precisa deixar o avaliador com vontade de quero mais.
  • Quando for falar dos episódios que pretende fazer, não se restrinja aos temas. Os temas não dizem muito sobre como será a experiência de ouvir o seu programa. Fale quais histórias você quer contar, quais abordagens pretende seguir, onde você vai buscar essas histórias, qual vai ser o tom da narrativa. Seja específico.
  • Evidencie o que te torna a pessoa certa para fazer esse podcast (ou a equipe certa). Vocês têm as habilidades necessárias? Uma bagagem cultural que tem tudo a ver com o podcast? As vivências que vão tornar tudo mais interessante? Diga tudo isso.
  • Descreva bem o seu público-alvo. Seja específico, mostre que pesquisou e que conhece os seus potenciais ouvintes. Diga quem são, onde vivem, o que fazem, do que gostam e como o seu podcast vai satisfazê-los.
  • Seja humilde. Conte o que você já faz de bom e o quanto o seu podcast já cresceu, mas aproveite para contar também quais habilidades você quer desenvolver ainda mais e por que esse financiamento ou treinamento vai ser importante para o seu projeto. Se você já sabe tudo, não precisa estar entre os escolhidos.
  • Não deixe a inscrição para a última hora. Escreva sua proposta e a deixe descansando por alguns dias. Quando você ler de novo, vai notar pontos que ainda precisam ser trabalhados e vai perceber quais partes podem cair fora.

Mais exemplos de pitch curto:

Everything is Alive é um programa de entrevistas em que todos os entrevistados são coisas. A cada episódio, um objeto diferente nos conta a sua história de vida — e tudo o que ele diz é verdade.

Everything is Alive

Como os assuntos dos quais a gente fala estão sendo falados em outros cantos do mundo? Gregory Warner acompanha conversas familiares em territórios desconhecidos.

Rough Translation

Mais de 700 mil pessoas nos EUA foram submetidas à terapia de conversão, o perigoso e controverso tratamento “ex-gay”. UnErased conta essas histórias.

UnErased

Shankar Vedantam usa ciência e narrativa para revelar os padrões inconscientes que guiam o comportamento humano, moldam nossas escolhas e conduzem nossos relacionamentos.

Hidden Brain

Toda mulher indiana sabe que existem regras para percorrer a cidade regras que determinam quem pode estar em que lugar e o que você pode ou não pode fazer. Mas esse podcast não é sobre essas regras. É sobre como essas regras são quebradas, torcidas e puladas quando mulheres decidem fazer as coisas por sua própria vontade.

City of Women

Undone é um podcast que desenterra coisas surpreendente que aconteceram quando não estávamos olhando.

Undone

Novas descobertas, mistérios do cotidiano e a ciência por trás das manchetes tudo isso em 10 minutos, todos os dias da semana.

Short Wave