Três passos simples para colocar o seu podcast no ar

Evite erros que podem atrasar a aprovação do seu feed ou gerar uma dor de cabeça mais tarde

1. Escolha um serviço de hospedagem e distribuição

Existem diversos aplicativos (os chamados agregadores) que as pessoas usam para ouvir podcasts. Google Podcasts, Castbox, PocketCasts, Apple Podcasts e Spotify são alguns deles. E tem também quem ouça diretamente no site do podcast. Mas isso não significa que você precisa subir cada episódio manualmente em cada uma dessas plataformas

Todo esse trabalho é feito por um feed RSS, que é basicamente um distribuidor de conteúdo – nesse caso, ele distribui o áudio, a imagem e a descrição em texto de cada episódio do seu podcast. A forma mais fácil de criar e atualizar esse feed RSS e, ao mesmo tempo, hospedar os seus episódios na internet e ter acesso aos dados de audiência é assinar um serviço específico para publicação de podcasts. 

Hoje em dia existem várias opções, pagas e gratuitas. Alguns exemplos são: Anchor (gratuito), Spreaker (com opção de plano gratuito), Libsyn, PodBean, Blubrry, Megafono e Simplecast. Os dois primeiros contam também com ferramentas de criação, para quem quiser gravar e editar o podcast na própria plataforma.

Com exceção do Anchor, os demais serviços oferecem planos com diferentes valores e vantagens, dependendo do porte e das necessidades do podcast.

Na hora de escolher um plano, é importante prestar atenção em algumas coisas, como os termos de adesão, o limite de armazenamento e de downloads mensais, e a possibilidade de migração para outro serviço, além do valor, que na maioria das vezes é cobrado em dólar

2. Configure seu feed

Quando você usa um serviço de hospedagem e distribuição como os citados acima, o trabalho de configurar o feed fica fácil. No geral, é só preencher os campos solicitados, como nome do podcast, autoria e descrição. Mas mesmo assim tem algumas coisinhas para se atentar. 

Na hora de colocar o nome, lembre-se que o seu programa será distribuído automaticamente como um podcast. Então não há necessidade de colocar a palavra “podcast” no campo do nome. Por exemplo, o ideal é colocar “37 Graus” em vez de “37 Graus Podcast”. 

Também não é preciso repetir o nome do podcast no título de cada episódio. Todos os episódios que você colocar no ar aparecerão nos aplicativos como parte do seu podcast. Quando você for fazer o upload de um episódio, basta colocar o título daquele episódio específico. Por exemplo, colocamos apenas “Maré baixa” em vez de “37 Graus – Maré baixa”. 

Na descrição geral do seu podcast, você pode colocar o slogan ou uma breve apresentação do programa, acompanhado dos nomes dos apresentadores e da empresa, produtora ou veículo ao qual o podcast está vinculado, se for o caso.  

Já no campo imagem, geralmente se coloca o logo do podcast, com formato quadrado. Se o logo do seu podcast incluir palavras, verifique se elas estão com um tamanho grande o suficiente. O seu público deve conseguir ler o que está escrito mesmo quando o agregador de podcast mostrar apenas uma miniatura, um ícone reduzido.

Importante.: Antes de escolher um nome para o seu podcast, faça uma pesquisa na internet para ter certeza que esse nome não está sendo utilizado por outro programa. E, se tiver condições financeiras, registre o nome e o logo do seu podcast no INPI. Assim você tem um apoio legal caso outra pessoa resolva criar um programa com o mesmo nome e/ou imagem. Um advogado com experiência em propriedade intelectual pode te ajudar com isso. 

3. Teste seu feed

Alguns serviços de hospedagem e distribuição de podcast ainda exigem que você cadastre seu feed manualmente no Spotify (dicas aqui), Apple Podcast e outras plataformas.

Muitos dos aplicativos usados para escutar podcasts usam o diretório da Apple como fonte, ou seja, eles “puxam” os episódios de lá. Por isso, é importante checar se o seu feed está configurado de maneira correta, seguindo todos os requisitos do diretório da Apple, como o tamanho e o formato do logo. Se houver alguma configuração errada no seu feed, isso pode atrasar a aprovação dele na Apple e, consequentemente, em vários outros aplicativos. 

Depois de criar e configurar o seu feed, é hora de colocar alguma coisa no ar. Isso porque o seu podcast só será enviado aos tocadores quando o primeiro arquivo de áudio for publicado. E, ainda assim, pode levar alguns dias até que o feed seja aprovado e fique disponível para os ouvintes em todos os aplicativos. 

Por isso, o ideal é que você tenha em mãos um trailer ou teaser do programa para publicar pelo menos alguns dias (ou até semanas) antes do lançamento do seu podcast. Assim, você pode engrenar o feed e garantir que ele vai estar disponível para todo mundo no dia do lançamento do primeiro episódio. Afinal, você não quer que no grande dia uma parte do público não consiga encontrar o seu podcast no sistema de busca do aplicativo.